terça-feira, Junho 28, 2005

Recursos escassos

Esta manhã acordei sem água nas torneiras. Com a excepção de uma, que me permitiu encher uns poucos copos com água para cumprir com as necessidades básicas de higiene. A mudança de hábitos não foi drástica. Na verdade, foi até gratificante, sem me fazer perder muito tempo extra. Apercebi-me que habitualmente gasto uma quantidade de água bastante superior à necessária.

Quando muitos de nós enchem a boca com tiradas ecológicas, até que ponto, nos nosso actos quotidianos, demonstramos ter uma real consciência ambiental? Choramos lágrimas de crocodilo com a poluição e a destruição de habitates, mas desperdiçamos o que é escasso apenas porque ainda o conseguimos ter em abundância. É fácil numa discussão acalorada apregoar altos valores e discutir as grandes causas mundiais. Mas quando acordamos pela manhã somo simples seres mal dispostos, com remelas e mau hálito.